4 clichês que seu cliente não quer mais ouvir

icone calendario03.03.2016 - 14:51

Quando se está tentando conquistar um cliente, mais vale fazer do que falar. É o que alerta Jeff Haden em artigo publicado no site americano Inc. Ele explica que muitas vezes o mundo dos negócios se acostuma com certos clichês que, na verdade, significam mais para a empresa do que para o cliente e, nesses casos, é preciso reunir os vendedores, os responsáveis pelo marketing e por todos os processos de vendas e repensar os termos a seguir.

 

1. “Aqui, o cliente é o nosso foco”

Isso é, com certeza, muito importante. Afinal, é o que o cliente espera de você. Mas se seu objetivo é falar isso para o cliente, a fim de convencê-lo, aí sim há algo errado. O cliente deve perceber que ele é o foco da empresa. De nada adianta falar, se não é isso  o que a empresa reflete.

cliente

2.  “Nós vamos exceder as suas expectativas”

Superar as expectativas é uma meta admirável e cada empresa deve ter essa intenção, mas como uma meta interna e não um objetivo externo. O cliente só quer saber exatamente o que você vai fazer. Deixe que ele mesmo diga se o que foi feito estava acima das expectativas que ele tinha quanto à empresa ou ao serviço/produto.

 

3. “Somos únicos”

No ritmo que anda o mercado, é difícil manter-se como “única” empresa a oferecer um serviço/produto. A sua empresa pode até ter bons diferenciais, mas o cliente quer saber se isso o torna o melhor e não o único. Pense nisso.

Superhero Business People at Stormy Ocean

4. “Somos experts”

Para explicar essa questão, Jeff lembra uma frase de Margaret Thatcher: “O poder é como ser uma dama, se você tem que dizer que você é, você não é”. É o que já foi mencionado: deixe que o cliente tenha sua própria percepção. Se você é um especialista no assunto, mostre!

 

 

logo-aiec-facebookAIEC, o único sistema de ensino a distância com qualidade superior ao presencial.

Conheça nossos cursos, clicando aqui.

 

 

E então, você usa essas frases no atendimento ao cliente? Conte para nós! Deixe seu comentário aqui no Blog da AIEC ou entre em contato conosco no Facebook  ou pelo e-mail atendimento@aiec.br

 

Fonte: Inc.