Cloud computing: modelo de computação oferece diversas vantagens

icone calendario09.10.2013 - 11:51

cloud-computing

Imagine a seguinte situação: uma empresa perde todos os arquivos e documentos importantes salvos ao longo de anos de trabalho por conta de descuido de um funcionário, não sendo possível recuperar nada. Esta é uma situação que pode ocorrer com qualquer empresa que não tenha um armazenamento seguro de dados.

 

Por isso, para aumentar a segurança e garantir que arquivos não se percam de um dia para o outro, cada vez mais empresas investem no cloud computing, computação em nuvem. Essa tecnologia pode ser definida, de acordo com o portal IDG Now, como um modelo no qual a computação (processamento, armazenamento e softwares) está em algum lugar da rede e é acessada remotamente, via internet. Assim, arquivos e programas podem ser acessados de qualquer lugar, não sendo necessária a utilização de nenhuma unidade física.

 

Entre as vantagens da computação em nuvem, destacam-se a possibilidade de utilizar softwares sem que estejam instalados no computador, atualizações automáticas de softwares e a facilidade em acessar dados e arquivos de qualquer lugar e dispositivo, sendo necessária apenas uma conexão com a internet. Outra vantagem é a facilidade de aumentar o espaço de armazenamento realizando apenas uma solicitação de upgrade, não sendo obrigatória a troca de equipamentos.

 

Para ambientes corporativos, as vantagens são ainda maiores, uma vez que todos os arquivos se concentram em apenas um lugar, o que facilita o acesso a diferentes softwares e documentos. Além disso, há uma menor necessidade de manutenção da infraestrutura física, já que a instalação de softwares fica a cargo do provedor em nuvem; e as empresas obtêm redução de custos com energia, refrigeração e espaço físico, haja vista que a infraestrutura da computação em nuvem é bem mais enxuta que a tradicional.

 

Redução de custos

 

Segundo recente pesquisa realizada pela HP, 68% das empresas adotam a nuvem, pois querem reduzir custos, gerar agilidade (59%) e melhorar o serviço entre cliente/cidadão (55%).  O estudo aponta ainda que, até 2016, 75% do fornecimento de TI corporativa será baseada em nuvem, sendo 39% em nuvem privada, 21% em nuvem gerenciada por terceiros e 15% em nuvem pública. Empresas que buscam por agilidade e eficiência podem investir em cloud computing.  Existem diversos provedores que oferecem o serviço, no entanto, é importante ter atenção na escolha, pois o provedor guarda informações sigilosas e financeiras que devem ser protegidas. Por isso, vale fazer uma busca no mercado e avaliar qual a melhor escolha para o negócio.

 

 

Fonte: Olhar Digital/ IDG Now