Cuidados ao investir em microfranquias

icone calendario02.03.2016 - 17:14

Segundo o Sebrae, microfranquias são negócios replicados por meio do modelo de franchising e que exigem um investimento inicial inferior ao das franquias tradicionais. Estes negócios atraem principalmente quem tem pouco capital, pois o investimento é de até R$ 80 mil.

Com o aumento do desemprego no Brasil, o interesse em microfranquias tem aumentado. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), mais de 400 redes oferecem oportunidades com este formato. Apesar do valor do investimento ser muito atrativo, o consultor do Sebrae, Marcio Moreno, alertou à Revista PEGN que alguns cuidados são necessários. Veja a seguir, quais são eles.

 

1. Não tome uma decisão por impulso

negocioMesmo que você tenha sido “amor à primeira vista” por uma marca, pesquise e analise muito bem tudo sobre ela. Converse com outros fraqueados, consulte o site, redes sociais, tudo o que estiver ao alcance. Entenda a marca e o interesse dos clientes por ela. Moreno alerta também que é necessário verificar se ela é associada ABF.

 

2. Verifique o know-how do franqueador

Geralmente a empresa que inicia uma franquia é aquela que deu certo e iniciou um processo de expansão. Porém, o consultor alerta que muitas vezes o franqueador ficou muito interessado na oportunidade de ganhar dinheiro com no franchising, mas não tem experiência nessa área de atuação e a marca ainda nem é conhecida.

A grande diferença das franquias é poder apoiar o franqueado com experiência, o chamado know-how, na área. “Quando o franqueado tem dificuldades, o franqueador ajuda. Tem muita gente que montou negócio para vender franquia, mas não tem esse know-how. Por isso, veja se o negócio deu certo antes mesmo de virar franquia”, afirma.

 

3. Se for o primeiro, tenha cuidado

Sendo o primeiro, não há um antecessor para que você possa se basear. Nesse caso, os riscos são um pouco maiores. “Muito cuidado com franquias que não tenham franqueados com pelo menos um ano de atuação”, explica Moreno.

 

4. Confira os custos

capitalSegundo critérios da ABF, as microfranquias custam até R$ 80 mil, mas o empreendedor precisará ter o dobro do capital para manter o negócio funcionando. Existem custo iniciais que envolvem a taxa de franquia, equipamentos e instalações, royalties, taxa de propaganda, identidade visual, etc.

 

 

 

 

logo-aiec-facebookAIEC, o único sistema de ensino a distância com qualidade superior ao presencial.

Conheça nossos cursos, clicando aqui.

 

 

E então, está pensando em investir em uma microfranquia? Conte para nós! Deixe seu comentário aqui no Blog da AIEC ou entre em contato conosco no Facebook  ou pelo e-mail atendimento@aiec.br

 

Fonte: Revista PEGN.