Os estágios da formação de equipes

icone calendario01.10.2015 - 16:22

Um dos motivos de sucesso das organizações atualmente está ligado às equipes que pertencem a ela. São as pessoas que mantêm as empresas vivas e se as equipes não são boas, consequentemente, a saúde da empresa é ameaçada.

Lidar com pessoas é um processo árduo, mas necessário. A formação de equipes é uma tarefa complicada, uma missão cercada de responsabilidades. Por crer que o processo de formação de equipes possui, de certa forma, um padrão, Bruce Tuckman, professor emérito de Psicologia da Educação da Universidade Estadual de Ohio, baseado em diversas outras teorias de sua época, definiu cinco estágios da formação de equipes. Vale ressaltar que os estágios foram definidos considerando comportamentos padronizados. Na prática sempre é possível ocorrerem variações.

Se você é líder de uma equipe, vale a pena conhecer esses cinco estágios e identificá-los na formação do seu grupo.

 

1. Formação (forming) – a fase de “reconhecimento do terreno”

Nesse primeiro estágio, os membros da equipe estão no início da interação. É uma fase de incerteza, pois ainda não estão certos sobre o propósito do grupo, estrutura e liderança. Nessa fase, as pessoas começam a se ver no grupo, pensar sobre o comportamento dos outros e avaliar se são aceitáveis.

 

2. Tormenta (storming) – a fase de identificação das hierarquias

É nessa fase que começam os conflitos. Os membros começam a colocar em discussão quem será a liderança do grupo e perceber quais são os limites da individualidade. Nesse momento, Tuckman acredita que começa a ser estabelecida uma espécie de hierarquia de relações entre os membros. Ao final desse estágio, essa hierarquia será mais ou menos clara para todos.

 jovem-lider

3. Normatização (norming) – a fase de consolidação

Agora o grupo começa a se tornar mais harmônico. Os integrantes passam a ter uma identidade e se sentem pertencentes à equipe. Os membros se tornam mais próximos e as ações se tornam mais coordenadas, o que torna a equipe mais sólida. As pessoas passam a ter expectativas que definem o comportamento mais adequado para todo o grupo.

 

4. Desempenho (performing) – a fase da produtividade

Nesse estágio a equipe se torna produtiva, todos já estão trabalhando em prol das tarefas que devem ser realizadas.

Em grupos de trabalho permanentes essa é a etapa final da formação, visto que o desempenho ocorre continuamente. Já os grupos temporários passam para a próxima etapa.

 

5. Interrupção (adjourning) – a fase de encerramento

O estágio que marca o fim dos grupos temporários. Essa etapa prepara o grupo para o seu encerramento. Nessa fase alguns membros ficam satisfeitos com os resultados obtidos e outros infelizes pelo término do convívio entre os membros. De qualquer forma, o propósito da equipe nessa fase é finalizar os trabalhos que o grupo desenvolveu.

 

Origem

Em 1965, Bruce Wayne Tuckman (1938) publicou um artigo com sua teoria sobre os estágios do desenvolvimento de equipes: formação (forming), tormenta (storming), normalização (norming) e desempenho (performing). Em 1977, adicionou o quinto estágio: Interrupção (adjourning).

 

 

logo-aiec-facebookQuer estar preparado para o trabalho em equipe?

Conheça nossos cursos clicando aqui.

AIEC, o único sistema de ensino a distância com qualidade superior ao presencial.

 

 

E então, conseguiu identificar os estágios da formação de equipes no seu grupo de trabalho? Conte para nós. Deixe sua mensagem aqui no Blog da AIEC ou entre em contato conosco no Facebook.

 

Consultas: Admin Concursos | SCCoaching | Exame | Administradores