Quando você deve dizer não para seu chefe

icone calendario02.02.2016 - 18:08

Já ouviu alguém dizer que tudo na vida tem limite? É nessa linha de raciocínio que você deve se basear quando passar por certas situações no ambiente de trabalho. É comum ouvir que um bom funcionário é persistente e determinado, sabe trabalhar em equipe e submeter-se à autoridade do seu chefe. E, na maioria das vezes, isso é verdade. Contudo, há um limite para tudo isso e é necessário estar atento a alguns sinais de que ele foi ultrapassado.

Dizer não, muitas vezes, é bem difícil. Várias pessoas têm dificuldade nisso e aprender a tomar uma atitude é essencial, tanto para a vida pessoal, quanto para a profissional. Em artigo para o LinkedIn Pulse, o especialista em inteligência emocional Travis Bradberry reuniu seis situações em que esse “não” deve ser dito ao seu chefe.

 

1ª. Se o trabalho estiver prejudicando a sua saúde

O excesso de trabalho pode causar danos muito sérios à saúde. O problema é que, muitas vezes, eles acontecem de forma gradual, tornando-se até imperceptíveis durante um tempo. É por isso que a atenção dispensada para os sinais que seu corpo demonstra é essencial.

É nesse momento que entra a necessidade de saber lidar com o chefe. Se você começar a perceber que seu corpo e mente estão no limite, não aceite trabalho extra e, se for necessário, converse sobre diminuir o que for possível. Se o seu medo é perder o emprego, entenda que sem saúde é que você realmente não vai mantê-lo.

 nao

2ª. Se você está perdendo a sua identidade

Todo mundo precisa ter uma identidade, aquilo que demonstra sua personalidade dentro e fora do trabalho. Se no seu emprego você não é visto como uma pessoa, um ser único e, ao invés disso, é tratado como nada mais que um cargo, algo tem que mudar. Fique atendo aos sinais, pois sua felicidade pode ser comprometida.

 

3ª. Se você está sofrendo mentalmente

“Muitas vezes é a sua vida pessoal que mantém você saudável”, explica o especialista Bradberry. E ressalta, “é importante dizer ‘não’ para o seu gestor quando você precisar de uma pausa”. Podemos encaixar aqui, por exemplo, o excesso de cobrança, pressão e outras situações que causam mais ansiedade do que você pode aguentar. Além da falta de tempo para estar com a família e amigos, ter momentos de lazer, praticar esportes, etc.

 excessodetrabalho

4ª. Se você está sacrificando a sua família

Nem sempre é fácil equilibrar vida profissional e pessoal, mas o esforço é necessário e compensa. Se os pedidos e atividades que seu chefe determina para você não te permitem ter tempo para estar com sua família, reavalie e converse com ele.

“Quando você estiver no seu leito de morte, não vai se lembrar de quanto dinheiro você trouxe para o seu cônjuge e para os seus filhos. Você vai se lembrar das memórias que criou com eles”, alerta Bradberry.

 

5ª. Se o chefe quer se apoderar do seu networking

“Esse é um produto do seu trabalho e do seu esforço e, ainda que você possa compartilhar contatos com o seu empregador, eles pertencem a você”, escreve o consultor.

 

6ª. Se você está perdendo a sua dignidade

A ética deve estar em primeiro lugar. Lembra da frase do início? “Tudo tem limite”. Não aceite realizar atividades que são contra seus princípios e, se o seu posicionamento desagradar à empresa, conclui Travis, a única saída pode ser procurar um novo emprego.

 

logo-aiec-facebook

AIEC, o único sistema de ensino a distância com qualidade superior ao presencial.

Conheça nossos cursos, clicando aqui.

 

 

E então, você já teve que dizer não ao seu chefe? Conte para nós! Deixe seu comentário aqui no Blog da AIEC ou entre em contato conosco no Facebook  ou pelo e-mail atendimento@aiec.br

 

Fonte: Exame, Linkedin Pulse.