Saiba o que é Design Thinking

icone calendario23.07.2014 - 10:21

Diferente do que muitos pensam, o Design Thinking não está relacionado somente a área de design. Hoje, essa estratégia de inovação é utilizada por diversas grandes empresas e conta com a colaboração de todas as áreas.

 

Com cada vez mais cobrança de resultados e menos tempo disponível para solucionar problemas, os profissionais de diversas áreas têm deixado de lado a criatividade e a busca por ideias inovadoras. Para percorrer um caminho novo é necessário não ter medo, mergulhar a fundo no problema e investir tempo para que uma solução menos óbvia seja encontrada. Para sanar essa dificuldade, o CEO da empresa Ideo deu o primeiro passo para a ideia de Design Thinking em seu livro intitulado com o mesmo nome.

O Design Thinking é uma nova forma de pensar que busca inovar sempre. Para ajudá-lo a compreender melhor essa estratégia, o Blog da AIEC selecionou alguns tópicos importantes sobre o assunto. Veja a seguir.

Qual o principal objetivo do Design Thinking?

Descobrir novas e melhores formas de solucionar problemas.

Qual deve ser o foco do Design Thinker?

Segundo Ysmar Vianna, presidente da MJV Tecnologia & Inovação, a busca pelas ideias devem estar focadas nas pessoas. Elas são o objeto do plano. Seja o cliente, os funcionários ou o público-alvo do seu cliente, tudo deve ser feito estudando o comportamento das pessoas e suas dificuldades.

Como o Design Thinking é feito?

Ysmar Vianna explica que, de forma geral, são necessário 3 passos.

O primeiro deles é a imersão. É necessário fazer parte do mesmo contexto onde está o problema. Deixar de lado todas as ideias já formadas e tudo que é óbvio. Ele explica que é como voltar a ser criança, estando atento a tudo que é novo ao mesmo tempo em que trata tudo com inocência, como se fosse uma brincadeira. Só assim será possível extrair as ideias.

O segundo passo é a extração de ideias, os insights. Para Marcos Hashimoto, professor de Empreendedorismo da ESPM, os insights são descobertas que surgem repentinamente depois de um momento de reflexão e contemplação sobre a situação que queremos resolver. Para transformar a observação em insights é preciso colocar-se no lugar do outro, pensando como ele pensa e vivendo o problema que ele vive. Assim, o design thinker poderá extrair uma nova solução.

A partir disso é que poderá entrar em prática o terceiro passo: fazer um protótipo. Antes de investir todas as fichas no que é totalmente novo, é necessário testar e observar os resultados da nova ideia. Pode ser que seja algo maravilhoso e inovador, mas também pode ter defeitos que atrapalham outros aspectos do mesmo problema. Assim, a fase de prototipação é necessária para “aparar as arestas” e colocar em prática o novo projeto, ou até mesmo, descartar a ideia e partir para uma nova solução.

 

Ysmar Vianna afirma que na área de Administração, o Design Thinking tem sido cada vez mais usado pelas empresas e, consequentemente, mais estudado no meio acadêmico, sendo discutido nas salas de aula das melhores universidades do mundo. Um bom administrador sabe que estar atento às novas estratégias utilizadas pelas empresas de todo o mundo faz diferença. Os profissionais que desejam alcançar degraus mais altos na carreira também devem ter o conhecimento necessário para atuar bem. Se você é um dos que pensam assim, conheça o curso de Bacharelado em Administração da AIEC. Nosso currículo e metodologia de aprendizado são exclusivos, com base em programas de Administração de prestígio, como Harvard e MIT. Clique aqui e saiba mais.

Para saber ainda mais sobre Design Thinking, assista a entrevista de Ysmar Vianna para o site Administradores:

 

 

Fonte: Administradores.com e Revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios.