Conheça 4 profissões do futuro – algumas ainda nem existem

icone calendario22.01.2015 - 11:08

As pessoas, a tecnologia, o cotidiano, tudo está em constante mudança. Novas necessidades nascem e novas ocupações também. Nesse sentido, a empresa de tendências Sparks & Honey reuniu diversas profissões que devem ser surgir no futuro e a revista Fast Company as organizou em lista comentada por Terry Young, CEO da Sparks & Honey. O site especializado em educação Porvir, divulgou quatro dessas profissões e também fez comentários sobre elas. Confira a seguir.

 

1. Gerente de Morte Digital (Digital Death Manager)

Untitled-1

Conectadas cada vez por mais tempo, as pessoas estão deixando seu histórico virtual gravado.  Por um lado, como afirma a redação do site Porvir, esse é um hábito que deve ser monitorado com cuidado, visto que representa risco para a segurança, principalmente crianças e adolescentes. Em contrapartida, esse “rastro” deixado durante toda a vida, pode ser usado como matéria prima para montagem de um histórico interessante. Isso pode ser relevante para o marketing pessoal enquanto vivemos, mas também após a morte, como já acontece com pessoas famosas, por exemplo.

O profissional gerente de morte digital se encarregaria de organizar esses registros para transformá-los em histórias compreensíveis.

 

2. Mentor/tutor fora da escola (Un-schooling Counselor)

tutor

 

Um guia para dentro e fora da sala de aula. O tutor do futuro será responsável por acompanhar a educação de uma criança não só nos assuntos da escola, mas também da vida como um todo. A educação começa a ser vista como algo flexível e liberto, saindo do conceito engessado e tradicional.

O site Porvir afirma que já existem projetos que seguem conceitos parecidos, é o caso de um chamado Minerva.

 

3. Desorganizador Corporativo (Corporate Disorganizer)

 Equívocos-sobre-inovação-1024x653

Com objetivo de incentivar a inovação, cada vez mais, as empresas irão precisar de pessoas que causem um “caos organizado”, fazendo com que novas soluções sejam criadas e haja um ambiente mais sustentável e colaborativo. “O desorganizador irá aproveitar os novos sistemas de economia colaborativa, criando maior fragmentação e um ecossistema mais distribuído”, afirma Young.

 

4. Especialista em desintoxicação digital (Digital Detox Specialist)

 Digital-Detox_abre

Como falamos no primeiro item, as pessoas estão bastante conectadas e algumas até demais. Nesse caso, surge uma sobrecarga digital que pode ser opressiva. O site Porvir afirma que já existe uma instituição especializada em reabilitar o equilíbrio no uso da tecnologia. Mas possivelmente, no futuro, haverá uma demanda maior por esse serviço e, consequentemente, a necessidade de mais profissionais especializados.

 

O que achou dessas profissões do futuro? Deixe seu comentário aqui no Blog da AIEC ou entre em contato conosco no Facebook  ou pelo e-mail atendimento@aiec.br

 

Fonte: Porvir | Sparks & Honey