Você sabe como descobrir mentiras no ambiente de trabalho?

icone calendario12.03.2015 - 17:20

Deve haver por aí quem ache que uma mentirinha não faz mal a ninguém, mas a verdade é que mentir não é um bom negócio. Existem diversas maneiras de tentar descobrir se uma pessoa não está falando a verdade, porém, nenhuma delas é 100% confiável. Mas acreditamos que pode ajudar.

O especialista em compliance, Mario Junior, é sócio da S2, uma consultoria focada na dimensão humana do risco corporativo. Mario deu algumas dicas para o site Exame sobre as principais técnicas de observações para descobrir uma mentira. Confira aqui.

descobrindo-mentiras

1. Balizamento

“Não existe sinal verbal, facial ou corporal que indique com 100% de certeza que a pessoa não está sendo verdadeira”, diz Junior. Contudo, ele ensina uma forma de tentar identificar sinais como esses que provavelmente identificarão a mentira. Para isso, ele sugere que você converse alguns minutos com a pessoa, perguntando coisas que você sabe que ela não vai mentir. Observe as expressões com atenção. Depois, quando perguntar sobre assuntos que ela pode mentir, observe se as expressões se desviam do padrão das anteriores.

 

2. Observação dos sinais corporais

Mario Junior deixa claro que é preciso ter cuidado ao julgar que uma pessoa está mentindo, levando em consideração somente os sinais corporais mais comuns. As circunstâncias e consistências dos sinais devem ser consideradas. Mas, veja alguns indícios mais comuns:

 

a. Cabeça

– Ao falar a verdade, geralmente, a cabeça fica reta ou levemente inclinada.

– Cabeça voltada para baixo, muito para frente, para trás ou apoiada na mão são sinais emitidos com mais frequência pelos mentirosos.

 

b. Pescoço

Geralmente quem está mentindo apresenta esses sinais:

– artéria pulsando;

– pomo de Adão (no caso de homens) mexe com mais intensidade;

– a mão toca e segura o pescoço a todo instante

 

c. Ombros

– ombros caídos, inclinados e a respiração ofegante podem indicar de falta de sinceridade;

– usar almofada ou pasta para proteger a área abdominal também é um expediente comum em mentirosos.

 

 demonstrando-mentira

 

d. Braços e ombros

– artificialidade na coordenação entre gestos e falas;

– desconforto na posição corporal;

– braços cruzados, mãos pouco expressivas ou escondidas no bolso, punhos cerrados e palmas molhadas de suor podem acompanhar os mentirosos.

 

e. Pernas e pés

– inquietude das pernas e dos pés.

 

3. Observação dos sinais faciais

a. Olhos

– muitas piscadas;

– olhos fixos demais, trêmulos ou que fogem ao contato visual direto.

 

b. Lábios

– discordância entre movimento dos lábios e assunto tratado. Ex.: história triste e lábios sorrindo.

– boca seca;

– mordidas no lábio;

– mão na boca.

 

4. Observação da linguagem verbal

Mentirosos não são diretos e tentam fazer rodeios antes de chegar ao assunto.

 

5. Observação da voz

Nos momentos iniciais da conversa é preciso identificar o padrão natural de voz da pessoa. Se no decorrer da conversa houver mudanças repentinas, podem significar mentiras. Ex.: de repente aumentar o volume ou engrossar a voz ou falar rápido demais.

 

E então, sente-se preparado para identificar um mentiroso? Tem alguma história para contar? Deixe sua mensagem aqui no Blog da AIEC ou entre em contato conosco no Facebook ou pelo e-mail atendimento@aiec.br

Fonte: Site Exame | Mario Junior