Como a PNL pode contribuir para as melhores práticas de gestão

icone calendario14.10.2015 - 09:59

Por Joseph O’Connor

img-livro-coaching-maior

RESUMO EXECUTIVO

Programação Neuro-linguística (PNL) é o estudo sistêmico da comunicação humana. Ela estuda a inter-relação entre pensamento, linguagem e realização, e modela as melhores práticas para torná-las disponíveis para os outros.

Este artigo sintetiza as principais contribuições da PNL para as melhores práticas de gestão.

• PNL ajuda os gestores a compreender as pessoas e como motivá-las.

• Modela as melhores práticas para que habilidades importantes possam ser transmitidas a outras pessoas.

• Modela o sistema comercial para ver como ele pode ser melhorado.

• PNL ajuda gestores a gerar negócios e metas pessoais, integrar metas individuais, organizacionais e valores.

• Habilita gerentes a fazerem reuniões mais curtas e mais produtivas.

• Proporciona aos gerentes as habilidades necessárias para orientar seus funcionários.

INTRODUÇÃO

PNL foi criada em meados da década de 1970 na Califórnia por John Esmeril, um professor de linguística da Universidade da Califórnia, e Richard Bandler, estudante na universidade. Eles queriam saber: como é que algumas pessoas são muito boas em uma especialidade e outras não. O poder da pergunta foi no “como” ao invés de “por quê.” Eles pesquisaram o modelo de comportamento de alguns dos melhores comunicadores da época para descrever como eles eram tão bons, de modo que essas habilidades pudessem ser ensinadas a outras pessoas.

PNL é agora utilizada internacionalmente e profissionais que utilizam PNL tiveram sucesso em várias áreas como: esportes, educação, liderança, vendas, e, naturalmente, de gestão. O que faz um bom gestor? Quais são as melhores práticas de gestão? PNL está em uma posição única para responder a essas perguntas. Ela não só estuda o comportamento; como explora os objetivos, os valores e motivações. PNL não se satisfaz com as argumentações que as pessoas dão. Normalmente os melhores em toda profissão não sabem dizer como fazem isso tão bem. Eles mostram a você, não lhe dizem.

O QUE É PNL?

PNL é o estudo sistêmico da comunicação humana. Há quatro aspectos principais.

Uma atitude de curiosidade. Como as pessoas fazem o que fazem? Como é possível que alguns dias sejam muito bons, e outros dias não? O pensamento humano não é aleatório; deve haver uma estrutura. PNL descobre isso. Então, você pode ter muito mais de seus melhores dias.

A metodologia de modelagem. PNL explora as ideias e ações da pessoa para saber como ele ou ela atua.

Uma visão. Todos tem acesso aos melhores métodos possíveis. Ninguém tem que reinventar a roda cada vez que assume um cargo de gestão. Todo mundo “aprende a aprender” e ser o melhor que possa ser.

Um conjunto de ferramentas. PNL é um conjunto de ferramentas e modelando a própria excelência produz mais ferramentas.

PNL significa programação neuro-linguística.

• “Neuro” é a mente.

• “Linguística” é a linguagem.

• “Programação” é como colocamos juntos as sequências de ações para atingir as metas.

Como isso ajuda gerentes? Gestão é fazer as coisas acontecerem por meio de outras pessoas. Gestores se mantêm ou caem pelos resultados de negócio que conseguem, mas os resultados são produzidos pelas pessoas geridas, não por eles. Os gestores são pagos para se comunicar. Os melhores gestores são os melhores comunicadores. Este é o território do PNL.

MOTIVAÇÃO E COMUNICAÇÃO

“Práticas de Gestão” é o que PNL chamaria de dupla nominação. As duas palavras são abstrações; não podem ser vistas, ouvidas, nem tocadas. Experimente este pequeno pensamento da PNL. Pensar em “gestão”. O que isso significa para você? Deixe que as imagens, sons e sentimentos que vem com esta palavra entrem em sua mente. Agora pense em “gerenciar”. As chances são de quando você pensa no verbo sua memória fotográfica toma vida. As coisas começam a mudar. Gerenciar é execução.

Os melhores gestores muitas vezes não são notados ou apreciados. Por quê? Porque não há drama, ações no último minuto, não há combate a incêndio, ou catástrofes. Parece que eles tiveram sorte. A maioria dos projetos transcorre sem problemas. Os gestores que são notados são os aqueles que estão na linha da catástrofe, que resgatam o projeto na décima primeira hora. Por outro lado, os melhores gestores ficam longe da borda e terminam o trabalho bem antes da décima primeira hora.

Bons gerentes motivam e comunicam. Para ser bem-sucedido, cada gerente tem de procurar um equilíbrio entre dois elementos.

O primeiro é tarefa. Eles precisam produzir o trabalho e dar instruções claras. Mal-entendidos podem sair muito caro. A PNL tem a Meta Modelo, uma série de perguntas precisas para garantir um entendimento claro. A maioria dos mal-entendidos acontece porque supomos o que a outra pessoa quis dizer ao invés de perguntar para se esclarecer.

O segundo é o relacionamento. Toda a comunicação é incorporada no relacionamento e a PNL tem estudado como relações de confiança, empatia e respeito são desenvolvidas.

Os melhores gestores têm uma boa interação e são respeitados. Eles têm um bom relacionamento. Um bom relacionamento torna a tarefa mais agradável e fácil. Nas culturas da Europa Ocidental e Estados Unidos a relação deve, supostamente, fluir a partir de uma tarefa compartilhada. Na América Latina e muitas outras culturas, o melhor trabalho vem de boas relações previamente estabelecidas.

MODELAGEM DAS MELHORES PRÁTICAS

planodenegocio

A PNL surgiu como um resultado da modelagem. Os praticantes da PNL buscam por pessoas que são excepcionais na sua área e descobrem como são capazes de obter os resultados que eles precisam. A PNL é pragmática. O modelo PNL é avaliado se funciona ou não funciona, deve-se obter a mesma classe de resultados que a pessoa modelada. Se você deseja que seus gestores sejam os melhores, não use um modelo teórico, use um que funcione, um que venha de verdadeiros gestores.

Modelagem PNL é usada de duas formas.

1 Modelando as melhores pessoas. Por exemplo, use como modelo os melhores gestores ou vendedores, em seguida, use-o para treinar a média dos executantes para ser melhor. Este modelo também pode ser usado para recrutar os que serão melhores para a organização.

Visite www.acblack.com/business para obter mais informações sobre a nossa gama de livros.

2 Auditoria sistêmica para a empresa. Este é um modelo de PNL do sistema de empresas que podem atuar como uma sofisticada análise das necessidades. O método identifica onde o negócio está funcionando muito bem ou não, analisando os sistemas de comunicação. Ele analisa o que as pessoas fazem e pensam e não o que eles deveriam estar fazendo e pensando. Ela dá uma fotografia em tempo real da empresa.

OBJETIVO E VALORES

Metas são uma das pedras fundamentais da PNL. Os atos de todos para realizar algo, que podem não estar fazendo muito bem e podem não obter os resultados que pretendiam. A PNL possui um conjunto de princípios e ferramentas para garantir que as metas de negócios sejam claras, mensuráveis, desafiadoras e realizáveis. Estas metas ou objetivos de configuração são essenciais para as avaliações, trabalho em equipe e planejamento estratégico.

A PNL permite a visão de valores individuais e organizacionais. Muitas empresas têm excelente missão e visão, mas de alguma forma elas nunca são capazes de se conectar com as mentes e corações das pessoas responsáveis por sua realização. Os valores são a chave para a motivação e o trabalho criativo. Eles são a razão pela qual as empresas lançam mão de milhões de dólares em produtos e tijolos e argamassa que compõem as empresas e valem apenas uma fração do preço.

Imagine uma segunda-feira de manhã quando apenas 50% da sua força de trabalho veio trabalhar. Desastre. Imagine então na terça-feira, todos vieram para trabalhar, mas com apenas 50% de energia e criatividade. Este ainda é um desastre, mas invisível. Nunca é notado. A PNL ajuda a explorar e integrar os objetivos e valores da organização, de forma que todos estejam alinhados.

REUNIÕES

Muitas reuniões de negócios são desnecessárias, e muitas levam mais tempo do que necessário. A PNL modelou competências de negociação para que as pessoas saibam como obter o máximo de suas reuniões. Essas habilidades também podem ser usadas para lidar com pessoas e situações difíceis no trabalho e nas negociações com os concorrentes.

COACHING

O Coaching é cada vez mais popular no mundo dos negócios e com razão. É uma maneira econômica de obter o melhor das pessoas. Treinadores externos trabalham com executivos e gerentes para ajudá-los a dar o seu melhor. Os gestores necessitam habilidades de coaching para obter o melhor de seu grupo.

A PNL tem contribuído muito para as melhores práticas de coaching, em particular no seu estudo da linguagem eficiente e o uso de perguntas poderosas. A PNL ajuda as pessoas a explorarem como suas ideias habituais às estão detendo, de forma que elas possam se tornar mais felizes, produtivos e eficazes no trabalho. Além disso, ajuda-as a alcançar um equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal. Um gerente infeliz não vai ser tão eficaz, independentemente do seu nível de habilidade.

O NOVO PARADIGMA DE GESTÃO

O velho paradigma da gestão foi o de obter das pessoas a explicação do problema. Você pergunta para ajudá-los a entender e, em seguida, disse-lhes o que têm de fazer. O novo paradigma, no qual o gestor é um treinador, é sobre perguntar questões em aberto para ajudar a pessoa a entender o problema e encontrar a solução. Isso não só resolve o problema, mas também soluciona o pensamento limitado que deu origem ao problema no primeiro lugar. Ela faz pessoas serem mais criativas, produtivas e autossuficientes.

CONCLUSÃO

Aqui estão alguns dos padrões compartilhados pelos gestores bem-sucedidos:

Eles têm múltiplas perspectivas .Eles olham para o curto prazo (no próximo mês), médio (no próximo ano) e de longo prazo (cinco anos) quando definem metas e avaliações dos planos. Também olham para os problemas de muitos pontos de vista diferentes, além do próprio (por exemplo, cliente, acionista, C. E. O, fabricante, etc. ).

Eles motivam através de valores. A mais forte motivação vem de dentro e as pessoas trabalham melhor quando se sentem envolvidas.

Elas são impulsionadas por objetivo ao invés de problema. Pensam em termos de realizações e metas e não do que está errado. Não culpam.

Eles acreditam em si mesmos e em seus negócios. Eles acreditam em suas próprias habilidades e acreditam na sua organização. São conflitantes sobre o que eles fazem.

Eles aprendem em dois níveis. Eles aprendem a resolver problemas e como parar o tipo de pensamento que deu origem ao problema em primeiro lugar.

O equilíbrio entre tarefa e relacionamento. Eles sabem que ambos são necessários para obter os melhores resultados.

Eles podem tolerar a incerteza e ambiguidade. Eles sabem que não têm que saber tudo. E fazem o melhor que podem no momento presente, usando todos os recursos que eles têm.

 

 

O presente resumo, em tradução adaptada de “How Coaching Works”, é encontrado na obra: Business – The ultimate resource – 3rd Revised Edition – A & C Black – London.