Análise e Desenvolvimento de Sistemas: tudo sobre o curso

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas é um dos mais procurados entre as graduações tecnológicas.

Em 2018, no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – programa do Ministério da Educação (MEC) que oferece vagas em universidades públicas -, a graduação ficou em primeiro lugar no número de inscritos.

A alta demanda só demonstra que a carreira está em ascensão e é promissora. 

Se você gosta de lidar com tecnologia, possui facilidade com a linguagem de computação e está sempre em busca de soluções criativas para problemas rotineiros, o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas é uma excelente opção.

Mas, como escolher a profissão não é uma decisão fácil, este artigo tem a missão de ajudá-lo. 

Nele, você confere mais detalhes do curso e da área de atuação.

Agora, se a carreira em Análise e Desenvolvimento de Sistemas não é do seu interesse, vale, ao menos, acompanhar o texto para ficar por dentro de como ela funciona e da importância dela dentro do contexto organizacional.

Você pode se surpreender sobre o quanto esse segmento pode ser um diferencial competitivo em seu negócio.

E, então, preparado para saber o que um analista de sistemas faz? 

Continue a leitura! 

analise e desenvolvimento de sistemas

Análise e Desenvolvimento de Sistemas: que área de atuação é essa?

O analista de sistemas é um profissional indispensável para qualquer empresa que tenha a aspiração de crescer na era digital. 

Mesmo desconhecido de muitos e atuando nos bastidores, ele é responsável pela segurança e administração das redes de computadores.

Ou seja, uma importante imcubência, que faz dele estratégico também para pensar a produtividade do negócio. 

Por que fazer Análise e Desenvolvimento de Sistemas?

De acordo com relatório do LinkedIn, das 15 profissões emergentes de 2020 que foram mapeadas pela rede social, nove possuem relação direta com a área de tecnologia da informação (TI).  

O dado não chega a surpreender em uma realidade marcada por empresas que buscam se inserir cada vez mais no universo digital. 

Ainda assim, serve de incentivo para quem deseja conquistar seu espaço na área.

Em resumo, o analista de sistemas, assim como outros profissionais de TI, costuma ser muito requisitado no mercado de trabalho. 

A empregabilidade é uma das principais razões para seguir carreira nessa área.

Mas vale lembrar que o desafio é grande. 

Quem atua com Análise e Desenvolvimento de Sistemas deve ter a capacidade de oferecer soluções altamente personalizadas, que facilitem o dia a dia da empresa e da relação entre ela e seu público. 

Análise e Desenvolvimento de Sistemas: o que faz o profissional?

Mas, afinal, o que faz um analista de sistemas? 

Até aqui, sabemos que a atuação desse profissional está relacionada com a área de TI, mas quais seriam as principais atribuições de quem assume essa cadeira?

Bom, basicamente, seu ofício se resume a cinco importantes verbos:

  • Desenvolver
  • Analisar
  • Projetar
  • Implementar
  • Atualizar sistemas de informação.

Ainda que o foco seja a criação de sistemas informatizados, ele também está apto a gerenciá-los, promovendo melhorias contínuas nos processos.

Além disso, o analista de sistemas lida diretamente com a programação de computadores, desenvolvimento e administração de banco de dados e redes.  

Assim como em qualquer outra área, a atualização é fundamental, mas aqui tem uma necessidade ainda maior. 

Afinal, a tecnologia muda quase que diariamente e é preciso acompanhá-la.

Para finalizar, o verdadeiro analista de sistemas deve entender com certa profundidade dos negócios da empresa onde trabalha.

Só assim vai conseguir pensar em soluções personalizadas que, de fato, atendam às necessidades vigentes.

Vagas para Análise e Desenvolvimento de Sistemas: onde trabalhar?

Com o crescimento da área, multiplicam-se também as oportunidades. 

A seguir, confira alguns tipos de vagas que costumam ser preenchidas por profissionais que atuam com Análise e Desenvolvimento de Sistemas. 

Desenvolvimento de software

É a área mais conhecida e também uma das mais versáteis e rentáveis. 

Atualmente, é possível se especializar na linguagem já disponível em diferentes tipos de softwares, além de criar o seu próprio programa.

Para desenvolver esse trabalho, no entanto, é preciso ter uma visão abrangente do tipo de público que será atendido e a necessidade desses usuários.

Engana-se quem pensa que os softwares estão presentes apenas em computadores e celulares. 

Hoje em dia, com a Internet das Coisas (IoT), qualquer eletrodoméstico ou outro meio físico pode ser dotado de tecnologia. 

Administração de banco de dados

Nenhum software funciona conforme o esperado sem um banco de dados consistente. 

Por isso, além de desenvolver os programas, é preciso que os analistas de sistemas saibam administrar essas informações tão importantes.

Os bancos de dados depois de criados, precisam ser instalados, configurados e atualizados (e melhorados) de acordo com a necessidade.

Para tal, é inevitável o monitoramento constante, até para assegurar as informações presentes nesses sistemas. 

Administração de redes

É um trabalho mais genérico que pode ser feito por diferentes profissionais da área de TI, inclusive por um analista de sistema.

Na administração de redes, o profissional deve montar toda a infraestrutura da tecnologia da informação dentro de uma organização.

Precisa ainda fazer a instalação, os testes e as configurações necessárias e impedir que qualquer dado seja vazado para fora da rede.

Quanto ganha um analista de sistemas?

Mesmo que algumas pessoas digam que o salário não é o principal elemento que deva ser considerado na hora de escolher uma profissão, ninguém gosta de se sentir desvalorizado, não é mesmo?

A boa notícia é que, justamente, por ser uma carreira de destaque no mundo moderno, um analista de sistemas pode ser muito bem remunerado.

Segundo levantamento do portal Trabalha Brasil, que analisa os currículos cadastrados no Banco Nacional de Empregos, além dos salários divulgados no site Salário BR, a remuneração de um analista de sistemas pode variar bastante conforme a sua experiência e o porte da empresa em que ele atua.

Por exemplo, a média salarial de um trainee em uma empresa pequena fica na casa dos R$ 2.300, enquanto o rendimento médio de um profissional de nível master em uma multinacional pode ultrapassar os R$ 9.700.

Já a plataforma Glassdoor fez uma análise do salário anual médio de um analista de sistemas. Segundo o site, os rendimentos ficam na casa do R$ 64.000 ao ano.

Por fim, o portal Catho realizou um estudo baseado nas diferentes áreas de atuação de um analista de sistemas.

Nessa pesquisa, o analista especializado em Cobol (COmmon Business Oriented Language), ou em bom português, Linguagem Comum Orientada para os negócios, foi o que obteve a maior média com rendimento mensal superior a R$ 6.000.

Logo atrás vieram os especialistas em sistemas Oracle (com mais de R$ 4.700), em sistemas .NET (com cerca de R$ 4.300) e em sistemas JAVA (com aproximadamente R$ 4.100 de remuneração mensal).

analise e desenvolvimento de sistemas

Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Quer entender um pouco sobre como funciona o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas? 

Veja as informações e dicas que separamos. 

O que se estuda em Análise e Desenvolvimento de Sistemas?

Por ser uma área relativamente nova, ela ainda desperta muitas dúvidas. 

As principais estão relacionadas à abrangência dos conteúdos estudados e ao foco específico da atuação. 

É importante saber que, entre as habilidades desenvolvidas ao longo do tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, estão a capacidade de projetar, modelar, construir, implantar e também validar sistemas de informação. 

Isso significa estar preparado para oferecer ao cliente soluções computacionais complexas, desenvolvidas a partir de programas, algoritmos e inteligência artificial

Assuntos como redes de computadores, linguagem de programação, engenharia de software e bancos de dados despertam a sua atenção? 

Então, essa é a área certa para você. 

No caso do curso oferecido pela AIEC, há ainda um foco específico na formação empreendedora do profissional, permitindo a identificação de oportunidades únicas de negócio na área de tecnologia da informação. 

Grade curricular

A seguir, aproveite para conferir a grade curricular completa do curso oferecido pela AIEC. 

Essa é também uma forma de alinhar as suas expectativas de aprendizado:

  • Arquitetura de computadores
  • Formação de líderes
  • Lógica matemática   
  • Programação orientada a objetos
  • Estrutura de dados
  • Sistemas operacionais
  • Análise e projeto de sistemas I
  • Programação para web
  • Redes de computadores
  • Banco de dados I
  • Engenharia de software I     
  • Análise e projeto de sistemas II (UML)
  • Atividades complementares e cidadania     
  • Análise e projeto de sistemas II (arquitetura)          
  • Banco de dados II     
  • Programação mobile 
  • Redes e segurança de sistemas      
  • Engenharia de software II    
  • Gestão empreendedora        
  • Ética e legislação      
  • Gerência de projetos 
  • Governança de TI     
  • Trabalho final.

Duração do curso

As 24 disciplinas listadas acima somam um total de 2.190 horas/aula.

É uma carga horário suficiente para permitir ao aluno uma visão abrangente e completa sobre a área de Análise e Desenvolvimento de Sistemas.  

Perguntas e respostas sobre Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Ainda está em dúvida sobre o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas? 

Não sabe se ele aborda os conteúdos que você deseja? 

Então, essas perguntas e respostas podem ser muito úteis. 

Confira!

Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou Sistemas de Informação?

Os dois cursos são distintos. Embora ambos sejam de nível superior, o primeiro confere uma titulação tecnológica, enquanto o segundo oferece o grau de bacharel.

Por consequência, a duração das formações é diferente. 

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui uma período médio para a conclusão de até três anos, já o curso de Sistemas de Informação tem duração de quatro anos.

Além disso, o enfoque também é um pouco distinto. 

Enquanto o Sistemas de Informação é mais abrangente, com disciplinas de desenvolvimentos de softwares e suporte técnico, por exemplo, o de Análise e Desenvolvimento de Sistemas foca na programação. 

Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou Gestão de Tecnologia da Informação?

Também são cursos distintos. 

Ao contrário da formação de analista de sistemas, a de gestor de tecnologia da informação é mais voltada para a administração.

Além disso, o processo de tomada de decisões é baseado em ferramentas estratégicas.

Análise e Desenvolvimento de Sistemas EaD vale a pena?

A qualidade do ensino não tem relação com a modalidade escolhida – presencial ou a distância.

O que vale mesmo é o reconhecimento do curso e da universidade perante o Ministério da Educação.

Se a instituição tem credibilidade no mercado, o curso EaD pode ser uma excelente alternativa, ainda mais para quem busca flexibilidade e preço baixo.

Análise e Desenvolvimento de Sistemas tem muita matemática?

Sim, é um curso que tem o cálculo, a lógica, a linguagem de computação, a física e a matemática como seus eixos principais. 

Análise e Desenvolvimento de Sistemas é exatas?

Ainda que não seja um curso tradicional das exatas, como qualquer uma das engenharias, por exemplo, a Análise e Desenvolvimento de Sistemas é considerado um deles.

Livros para Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Já quer sair na frente e adiantar o conteúdo ensinado no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas? 

Separamos dez livros que podem ajudar você a se familiarizar com o tema:

  • “O universo da programação: um guia de carreira em desenvolvimento de softwares”, de William Oliveira
  • “Código Limpo: habilidades práticas do Agile Software”, de Robert C. Martin
  • “Lógica de programação: crie seus primeiros programas usando Javascript e HTML”, de Paulo Silveira e Adriano Almeida
  • “Use a cabeça! HTML e CSS”, de Eric Freeman e Elisabeth Robson
  • “Engenharia de software: uma abordagem profissional”, de Roger S. Pressman
  • “Orientação a objetos: conceitos e aplicabilidades”, de Thiago Leite e Carvalho
  • “Análise e Projeto de Sistemas”, de Alan Dennis, Barbara H. Wixon e Roberta Roth  
  • “Testes automatizados de um softwares: um guia prático”, de Mauricio Aniche
  • “Dados demais! Como desenvolver habilidades analísticas para resolver problemas complexos, reduzir riscos e decidir melhor”, de Thomas H. Davenport e Jin Ho-Kim
  • “Algoritmos: lógica para o desenvolvimento de programação de computadores”, José Augusto Manzano e Jayr Figueiredo de Oliveira.

Onde cursar Análise e Desenvolvimento de Sistemas?

Atualmente, existem inúmeras faculdades que oferecem o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

No entanto, como a profissão ainda não está regulamentada, é importante buscar instituições de ensino que contam com a chancela do Ministério da Educação (MEC) e ofereçam uma formação completa.

É o caso da AIEC, que une aquilo que há de melhor da tecnologia com as mais recomendadas práticas pedagógicas do ensino a distância. 

Não por acaso, é reconhecida com a certificação internacional da ISO 9001, que estabelece requisitos para o controle e melhoria contínua dos processos. 

Além disso, o modo como a formação foi estruturada reforça uma das características mais marcantes dos cursos tecnológicos: a capacidade de oferecer educação profissionalizante desde o início. 

Na prática, isso aumenta as chances de empregabilidade enquanto as disciplinas ainda estão sendo cursadas. 

analise e desenvolvimento de sistemas

Conclusão

Neste artigo, esclarecemos algumas dúvidas sobre o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e sobre a área de atuação.

Agora, pode dizer: essa é a formação que você estava buscando?

Acredita que o curso tem potencial de fazer a diferença em sua trajetória profissional?

Se as respostas para essas perguntas foram positivas, não perca tempo. Faça a sua inscrição na AIEC

Gostou do nosso artigo sobre Análise e Desenvolvimento de Sistemas? 

Caso tenha achado esse conteúdo relevante, compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais e não se esqueça de deixar o seu comentário no espaço logo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *