Coaching empresarial: o que é, como funciona e no que ajuda a gestão

Partindo de uma visão ampla sobre as organizações, o coaching empresarial é um processo que tem tudo para ser vantajoso e agregar valor ao negócio.

E é assim em razão da sua capacidade de aproximar gestores e equipes, desenvolver as habilidades que a empresa precisa e, em consequência disso, direcioná-la aos resultados que tanto almeja.

Trata-se de uma metodologia que pode ser aplicada em uma série de momentos e em companhias de diversos portes e segmentos de atuação.

Isso porque, quando falamos sobre administração e gestão de pessoas, não importa o que o seu negócio faz, tampouco o tamanho do faturamento mensal.

E é disso que se trata o coaching empresarial, assunto deste artigo.

Se você quer entender o que é o processo, como funciona e que benefícios pode gerar, continue a leitura.

coaching empresarial

O que é coaching empresarial?

Coaching empresarial é uma metodologia de desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais, que tem por objetivo potencializar o desempenho de uma organização e, a partir daí, os resultados alcançados.

O processo voltado a empresas é apenas uma das aplicações do coaching, metodologia que emprega conhecimentos de áreas como recursos humanos a Administração para atingir metas e objetivos de forma mais rápida e eficiente.

O coaching surgiu como mecanismo de aprimoramento para atletas dos Estados Unidos, que precisavam de um treinamento mais focado para superar recordes em competições.

Após experiências bem-sucedidas no campo esportivo, o método passou a ser utilizado por executivos daquele país nos anos 1990 e se espalhou pelo mundo, ganhando força no Brasil a partir da década de 2000.

Desde então, a metodologia se dividiu em diferentes nichos, separados de acordo com a área e o propósito.

Dentre os tipos mais comuns, estão o coaching de carreira, o coaching de vida, o coaching executivo, o coaching esportivo e o leader coaching (processo direcionado a lideranças).

Foi daí que nasceu o coaching empresarial, que foca em companhias que desejam resolver demandas específicas ou, simplesmente, desenvolver todo o seu potencial para aumentar a lucratividade.

Diferenças entre coaching empresarial e executivo

Embora tenham abordagens em comum e contribuam para o sucesso da empresa, coaching empresarial e executivo são duas modalidades distintas.

O principal fator que as diferencia é o foco: enquanto o coaching executivo prioriza uma abordagem individual, o coaching empresarial parte de uma visão coletiva.

Na prática, o primeiro pode ser utilizado por um gestor ou profissional, avaliando suas características pessoais e aperfeiçoando aquelas que beneficiam o negócio e sua própria atuação.

Já o coaching empresarial enxerga o empreendimento como cliente, trabalhando suas forças e fraquezas para alcançar um propósito.

Esse processo pode até começar com atendimento ao gestor ou CEO, mas acaba se expandindo, chegando às lideranças e, mais tarde, a outros funcionários e departamentos.

A quem se destina o coaching empresarial

Há boas razões para recorrer ao coaching empresarial, tanto em cenários positivos quanto negativos.

O processo se revela vantajoso para organizações que precisam fortalecer a sua cultura, conquistar um objetivo em curto prazo, corrigir ou mudar a rota para evitar prejuízos ou até a falência.

Dependendo das necessidades e do momento em que se encontra a empresa, o processo de coaching vai se valer de técnicas específicas mas, primeiro, será preciso estabelecer um objetivo.

É comum que, ao contratar um coach (treinador), as lideranças ainda não reconheçam a raiz do problema e, portanto, não tenham metas claras.

Nesses casos, o coach assume o papel de orientador, levantando questões importantes para auxiliar na identificação das causas e consequências.

Se a empresa está perdendo espaço para concorrentes, por exemplo, será preciso analisar seu posicionamento no mercado e, principalmente, seus protocolos internos para verificar o que está levando a esse resultado.

Em geral, a origem do problema envolve vários fatores combinados, o que dificulta sua resolução sem partir de uma perspectiva ampla.

Quem vai encontrar a resposta não é o coach, mas o coachee, como é chamado o cliente do processo, aquele que contrata o método coaching.

Sim, o profissional que conduz utiliza técnicas e ferramentas para favorecer o autoconhecimento e a definição de objetivos, mas essa é uma descoberta que precisa partir da organização – considerando o modelo de coaching empresarial.

Isso vai ficar mais claro no próximo tópico, quando vamos explicar como a metodologia funciona.

Como funciona o processo de coaching empresarial

O coaching empresarial pode ser implantado internamente pelos gestores ou ser fundamentado através de um consultor externo, que é o chamado coach, que domina o método.

Na primeira opção, é necessário que as lideranças busquem conhecimento sobre coaching, ou tenham um consultor interno para que o processo seja realizado de maneira assertiva.

Fazer um curso sobre a metodologia tende a ser necessário.

Na segunda, esse conhecimento é fornecido pelo coach, que toma à frente do processo para orientar e ajudar o gestor a conduzir a empresa aos resultados esperados.

De qualquer forma, existem alguns passos básicos para implementar a metodologia com sucesso, que listamos a seguir:

  • Reconhecimento do contexto atual para possibilitar uma avaliação realista dos desafios da companhia
  • Priorização e escolha de um objetivo específico, que possa ser mensurado e dividido em pequenos passos (as metas)
  • Levantamento e análise de opções para alcançar o alvo, que servem como base para desenvolver uma estratégia de ação
  • Planejamento e cumprimento das metas
  • Avaliação dos resultados, que precisa ser constante para corrigir possíveis desvios.

Após uma reunião inicial para analisar a situação da empresa e estabelecer o objetivo, são iniciadas sessões de coaching empresarial.

Nelas, um gestor, equipe de líderes ou departamento aplicam ferramentas de organização, de priorização de tarefas importantes, de superação de barreiras e de mudança de comportamento.

O desenvolvimento do processo e seu progresso é acompanhado de perto pelo coach, que dá o suporte necessário para que o coachee realize metas e chegue ao objetivo final.

O que esperar do coaching empresarial

Quem investir no coaching empresarial terá à mão um poderoso processo de melhoria contínua e aceleração de resultados.

Por trabalhar uma transformação no comportamento e na perspectiva de profissionais-chave do empreendimento, o coaching proporciona a construção e fortalecimento de uma cultura organizacional sólida.

Ao final de cada etapa, é possível avaliar os progressos e constatar a quebra de paradigmas, vislumbrando opções inovadoras.

Por isso, o coaching empresarial dá suporte na superação de crises e no engajamento das lideranças e colaboradores.

De acordo com a pesquisa “Coaching: Um Estudo Global de Práticas Bem-sucedidas”, divulgada pela American Management Association, companhias que usaram o processo para desenvolvimento se tornaram mais competitivas.

Uma das razões para esse resultado aponta para o aumento na produtividade das equipes, que trabalham mais entrosadas e têm seus talentos lapidados.

O estudo também constatou um incremento no valor de mercado, em receitas e na satisfação dos clientes e parceiros de empresas que apostam em programas estruturados de coaching.

Nesse cenário, os gestores do negócio concordam em incluir ações de coaching na própria cultura organizacional, adotando o aprimoramento constante como um pilar da companhia.

coaching empresarial

Coaching empresarial: 10 benefícios

Você já deve ter identificado diversas vantagens de implantar o coaching empresarial conforme avançava pelo texto.

Mas queremos deixar essa informação ainda mais clara para você.

Veja detalhes sobre os principais benefícios do processo.

1. Autoconhecimento

Mencionamos que o coaching empresarial enxerga a organização como um cliente, o que implica em uma visão ampla sobre o negócio.

Porém, toda empresa é formada por pessoas, funcionários que realizam as atividades necessárias para manter a companhia funcionando.

O comportamento de cada um influencia nos resultados atingidos, contribuindo de forma positiva ou negativa.

Daí a relevância de trabalhar as atitudes dos colaboradores, a fim de que sejam adequadas  e favoreçam o crescimento do negócio.

Optar pelo coaching auxilia nessa trajetória de aperfeiçoamento, em especial porque aumenta o conhecimento dos profissionais sobre si mesmos.

2. Identificação dos desejos e necessidades

O autoconhecimento revela quais são as forças e fraquezas, tanto individual quanto coletivamente.

Ou seja, os pontos fortes e fracos das equipes ficam evidentes, possibilitando sua administração e correção.

Durante o processo de coaching, o cliente também toma ciência de suas necessidades e desejos, que servem como ponto de partida para a definição de um objetivo.

Afinal, aonde a empresa pretende chegar?

Essa é uma resposta possível de ser encontrada no coaching.

3. Planejamento eficiente

Quem nunca participou de uma reunião de planejamento que durou horas e, ainda assim, saiu sem metas claras?

Isso acontece quando não se tem um foco, um objetivo que possa ser destrinchado em passos, metas e ações.

Com o suporte de um coach empresarial, lideranças e equipes realizam atividades periódicas, a fim de que se comprometam a alcançar o propósito.

Dessa forma, o alvo estará sempre à vista, o que facilita o planejamento e, por consequência, a conquista do objetivo.

4. Ganho de produtividade

Sabendo com clareza o que se espera deles, os colaboradores e equipes se tornam mais eficientes.

O autoconhecimento também fomenta uma maior produtividade, já que os funcionários se conscientizam sobre as formas de trabalho mais adequadas ao seu perfil.

Perde-se menos tempo com distrações e medidas inócuas, direcionando esforços para o que realmente interessa.

5. Inovação

Inovar vai muito além de inventar um produto ou serviço.

Grandes empresas inovaram em seu modelo de negócios ao encontrarem uma solução distinta para entregar experiências de valor ao público-alvo.

Um exemplo é a Netflix, que iniciou as operações viabilizando o aluguel de filmes pela internet, além da entrega dos DVDs na casa dos clientes.

Dessa maneira, eles não precisavam se deslocar até uma locadora. Podiam economizar tempo e dinheiro e receber os títulos no conforto de seus lares.

Observe que o aluguel de filmes e as locadoras já existia. Mas a inovação contemplou o modo como o serviço era ofertado, agregando comodidade e economia.

Essa percepção veio de um conhecimento profundo sobre o mercado, clientes e a própria companhia, o que permitiu a identificação de um serviço promissor.

Apostar no coaching empresarial é uma forma de reforçar o conhecimento necessário para manter a companhia inovadora e competitiva.

Seu negócio não precisa ser uma nova Netflix, mas não seria mau liderar seu mercado, não é?

6. Uso inteligente do tempo

O tempo é um dos recursos mais importantes e escassos para as empresas atualmente.

Enxutas, elas precisam de profissionais e equipes capazes de estabelecer prioridades, separando as tarefas importantes, urgentes e circunstanciais.

Importantes são aquelas fundamentais para o bom funcionamento da empresa; urgentes são aquelas que precisam ser resolvidas em um prazo curto.

Ambas devem ser solucionadas, mas cada uma a seu tempo.

Normalmente, o desperdício ocorre quando a maior parte da energia é gasta em atividades circunstanciais, como abrir o e-mail várias vezes ao dia.

Com o coaching empresarial, a equipe aprende a priorizar as tarefas importantes e urgentes, o que ajuda a usar o tempo de maneira inteligente.

7. Redução do turnover

Dependendo da área de atuação, há empreendimentos que sofrem grandes perdas financeiras e de tempo por causa da alta rotatividade.

Um exemplo clássico são as companhias de telemarketing, que estão sempre buscando novos atendentes para cobrir as demissões constantes.

No entanto, é possível reduzir as taxas de turnover ao investir no desenvolvimento desses colaboradores, tornando a empresa atrativa por atender às suas necessidades.

E o coaching contribui para que os gestores conheçam essas demandas.

8. Colaboração

O espírito de equipe fica fortalecido quando o coaching integra a cultura organizacional, pois ele favorece a troca de informações e valorização da experiência do time.

Desse modo, cada colaborador reconhece seu valor e o dos colegas na busca por objetivos em comum.

É o que chamamos de relação ganha-ganha, pois tanto os funcionários quanto a empresa são beneficiados quando todos combinam forças para alcançar o alvo.

9. Proatividade

O suporte oferecido nas sessões de coaching incentiva uma mudança na postura das lideranças e equipes, conferindo maior autonomia e proatividade.

Isso significa que os colaboradores não se restringem a executar ordens, mas tomam à frente quando estão capacitados para solucionar uma questão.

Assim, todos participam de forma mais direta das conquistas e aprimoram suas competências.

As lideranças também ganham tempo para se dedicar a tarefas estratégicas e ao planejamento, pois não precisam interferir em todas as etapas da busca pelo objetivo.

10. Aprendizado constante

Profissionais e empresas que participam do processo de coaching avaliam periodicamente seus progressos e falhas.

Essa dinâmica permite que todos aprendam constantemente, seja aperfeiçoando o que deu certo ou corrigindo o que não funcionou bem.

Com o tempo, a performance dos colaboradores fica cada vez melhor, o que se reflete em ações bem-sucedidas para o negócio.

Como qualificar ainda mais os resultados da empresa

Conforme explicamos antes, o coaching empresarial pode envolver apenas o CEO da companhia, outras lideranças, alguns departamentos ou mesmo todos os funcionários.

Tudo depende das necessidades, dos objetivos e do tempo que a empresa possui para alcançar suas metas.

Mas, em geral, o processo deve focar nos gestores, pois eles desempenham um papel decisivo em qualquer empreendimento, tomando atitudes que influenciam a todos.

Portanto, além do coaching, é importante fomentar um ambiente de desenvolvimento constante para essas lideranças, de modo que possam buscar não apenas conhecimento técnico, mas também em liderança e gestão de pessoas.

Afinal, eles são responsáveis por equipes compostas por indivíduos diferentes, cada qual com suas expectativas e talentos, o que pede o uso de ferramentas como a inteligência emocional.

A boa notícia é que existem cursos rápidos que favorecem esse aprimoramento por parte das lideranças.

A Formação de Líderes da Faculdade AIEC, por exemplo, combina lógica e compreensão do fator emocional no desenvolvimento do trabalho, sendo bastante útil para gestores.

Bacharelado em Administração e Tecnólogo em Gestão Financeira são outros cursos que podem dar um up no currículo do gestor e da empresa.

coaching empresarial

Conclusão

Falamos, neste texto, sobre o conceito, aplicações e vantagens de investir no coaching empresarial.

Essa modalidade serve para potencializar os resultados em empreendimentos de diversos setores, além de fortalecer a cultura organizacional.

Se gostou deste artigo, navegue pelo blog da AIEC e continue aprendendo sobre o mundo dos negócios.

E se quer se tornar um profissional ainda mais completo e dar um salto na carreira, conheça os cursos que temos a oferecer a você.

A AIEC é a única faculdade de ensino a distância do Brasil com certificação internacional de qualidade, o ISO 9001, e com reconhecimento do MEC.

Se o artigo foi útil, compartilhe. Também deixe um comentário, dúvida ou sugestão a seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *