Formação de líderes: como conduzir times à alta performance

Ter um bom programa de formação de líderes deve ser uma das prioridades estratégicas de qualquer empresa.

Isso vale mesmo para aquelas que buscam estimular a autogestão em seus colaboradores e implementar modelos mais horizontais de organograma.

Afinal, o papel de um líder não se resume a dar ordens, delegar tarefas e fiscalizar o trabalho de seus subordinados.

Muito mais importante que isso é aumentar o engajamento das equipes e ser capaz de transmitir os objetivos estratégicos e os valores que estão em jogo.

Há diferentes tipos de liderança, mas, em todos eles, existem características em comum que devem ser trabalhadas nos processos de formação de líderes.

A ideia é que haja uma continuidade, que a empresa desenvolva uma cultura formadora de profissionais com características de liderança.

Assim, ela não fica dependente de um ou outro nome.

E isso é muito importante – exemplos reais não faltam para destacar isso.

Todo mundo com alguma experiência no mercado de trabalho já viu isso acontecendo: um profissional se destaca, chama a atenção da concorrência, é contratado por outra empresa e deixa o antigo empregador órfão de suas capacidades.

Organizações que formam líderes naturalmente não precisam se preocupar tanto com essas saídas.

Sem contar que, provavelmente, terão uma rotatividade menor por se tornarem lugares mais interessantes para trabalhar.

Neste artigo, vamos apresentar os conceitos por trás da formação de líderes e algumas ideias para colocar esse processo em prática.

Se o assunto é do seu interesse, acompanhe até o final.

formacao de lideres

Formação de líderes: o que é?

Formação de líderes é um processo no qual um profissional (ou um grupo de profissionais) é preparado para assumir uma posição de gestão em uma organização.

Esse colaborador aprende técnicas, métodos e conceitos importantes para atuar em posições como gerente, supervisor, coordenador, encarregado e outras.

O processo é indicado tanto para profissionais que acabaram de ser promovidos ou estão prestes a assumir uma dessas posições quanto para aqueles que têm potencial e querem se preparar para evoluir na carreira.

E também é uma ótima oportunidade para pessoas que já ocupam cargos de gestão, mas querem se desenvolver para se tornarem cada vez mais líderes e menos chefes.

Ou seja, que consigam exercer sua liderança não pela posição hierárquica na qual se encontram, mas por sua postura no dia a dia de trabalho e na relação com os demais.

Vale dizer ainda que o processo de formação de líderes é especialmente importante para aqueles que estão encarando a transição de uma função técnica para um cargo de gestão.

Essa mudança implica não somente em atribuições diferentes.

Há uma nova mentalidade a ser desenvolvida no profissional e, por isso, dizemos que é um processo de formação e não um simples treinamento.

Uma das melhores maneiras de formar líderes é matriculando profissionais com potencial identificado em um curso com essa finalidade específica.

Logo à frente, vamos explicar como esse tipo de formação funciona.

A importância da formação de líderes nas empresas

Como ressaltamos no início do texto, todas as empresas precisam de líderes, seja qual for o formato de seu organograma.

É por isso que não basta criar uma política de valorização dos profissionais da casa, oferecendo a eles a possibilidade de concorrer a posições mais altas na empresa.

Também é preciso desenvolver uma cultura organizacional na qual os colaboradores se sintam incentivados a demonstrar a sua liderança em potencial.

Isso se faz praticando a empatia (a habilidade de se colocar no lugar do outro), dando espaços para que os funcionários compartilhem seus pensamentos e sentimentos sobre a empresa e seus processos.

Dessa forma, o administrador vai perceber mais facilmente qual a real importância da formação de líderes: criar um ambiente estimulante, no qual todos querem trabalhar e se sentem motivados a desempenhar o seu melhor.

E eles agem assim porque sabem que serão valorizados se fizerem um bom trabalho e também porque enxergam ao lado (não acima) líderes que inspiram, com quem aprendem todos os dias.

Para quem reduz tudo a cifras, também há motivos para apostar nessa ideia.

Sim, a formação de líderes é importante para reduzir os custos administrativos de uma organização.

Afinal, quando há uma vaga para cargo de liderança aberta, contratar de fora é muito mais custoso e mais demorado que preparar um colaborador que já trabalha na empresa.

Isso sem contar no risco de desperdiçar as habilidades de alguém que já conhece os valores e processos da companhia.

Vantagens da formação de líderes de alta performance

Ao chegar até aqui na leitura, você já deve ter percebido que motivos não faltam para investir na formação de líderes de alta performance.

Mas para que nenhuma dúvida reste, vamos apresentar as vantagens em forma de lista, começando pelas três sobre as quais falamos no tópico anterior:

  • Cria uma cultura que favorece o surgimento de novas lideranças, pois o perfil desenvolvido na formação de líderes é disseminado por toda a empresa
  • Reduz os custos e o tempo gasto com a seleção e treinamento de gestores
  • Ajuda a reter os melhores talentos formados na empresa.

Além desses fatores, há outros benefícios de se investir em um programa de formação de líderes.

Acompanhe:

  • Ajuda a companhia a alcançar melhores resultados, com equipes mais motivadas
  • Melhora a comunicação interna, entre profissionais, equipes, setores e níveis hierárquicos
  • Maior alinhamento entre o trabalho feito pelos colaboradores e os objetivos estratégicos da organização
  • Feedbacks otimizados, positivos, mais próximos e mais frequentes
  • Identificação e fortalecimento das competências e habilidades existentes nos funcionários
  • Promove uma cultura de melhoria contínua na organização.

Como é um curso de formação de líderes

Matricular-se em um curso de formação de líderes é uma ótima forma de se preparar para assumir uma posição de liderança em uma empresa.

Esse tipo de trabalho envolve conhecimentos específicos, que podem ser aplicados em qualquer área.

O líder de uma equipe de tecnologia da informação (TI), por exemplo, tem várias atribuições em comum com um líder de um time de advogados – enquanto o trabalho de seus respectivos subordinados não é parecido em quase nada.

É por isso que o curso de que falamos aqui pode servir tanto para um quanto para outro, pois ele foca nas capacidades comuns a todos os líderes.

Nos tópicos seguintes, falaremos mais sobre o conteúdo, formato e público-alvo desses cursos.

Antes disso, cabe destacar que há uma série de instituições que oferecem essa formação.

Portanto, as informações específicas sobre o curso podem variar muito entre as diversas opções.

No final do artigo, daremos mais detalhes sobre o curso de Formação de Líderes ofertado pela AIEC.

formacao de lideres

O que se estuda na formação de líderes

Alguns dos conteúdos mais importantes que um curso de formação de líderes deve transmitir para seus alunos são:

Comunicação

Não há como ser um bom líder sem saber se comunicar bem com sua equipe.

Por isso, o curso ensina princípios e técnicas para uma comunicação efetiva, eficiente e que leve aos resultados esperados.

Motivação e emoções

Boa parte dos profissionais passa mais tempo com seus colegas de trabalho do que com suas famílias.

São, portanto, relacionamentos importantes.

Assim, para funcionarem, precisam de uma boa gestão das emoções.

As emoções também estão diretamente ligadas com a motivação dos colaboradores.

Por isso, cultivar sentimentos positivos é estimular a motivação.

Criatividade

No contexto atual, todas as empresas, não importa qual o setor em que atuam, precisam buscar a inovação e a criatividade para não serem superadas pela concorrência.

Um líder competente colabora para que sua equipe se sinta à vontade para expressar ideias e seja um agente promotor da inovação na organização.

Avaliação e feedback

Uma das principais funções de um gestor é avaliar os colaboradores de sua equipe e dar os feedbacks necessários, sempre com o objetivo de promover a evolução em todos.

Há diferentes maneiras de executar essa função, e o curso de formação de líderes ensina quais são as mais efetivas.

Técnicas e métodos diversos

Um bom curso também envolve conhecimentos mais técnicos, como gráficos, diagramas e outras ferramentas que ajudam a analisar situações e transmitir conceitos para a equipe.

Quanto tempo dura o curso?

Como a formação de líderes não é um curso superior – é ofertado na modalidade de extensão -, sua duração varia bastante, de acordo com a instituição que o ministra.

É claro que um curso mais extenso tende a ser mais completo, abordando um universo maior de assuntos, do que um mais curto.

Mas não há nenhuma garantia, pois o curso longo pode ser dado com um método de ensino ruim e estar cheio de informação de qualidade baixa.

O ideal é que, na hora de escolher, você não leve em consideração apenas a duração do curso, portanto, mas sim a qualidade da instituição de ensino na qual está se matriculando.

O curso da Faculdade AIEC, por exemplo, contém 18 aulas, com 75 horas.

Como é uma formação online, o aluno pode fazer em um ritmo mais rápido e se formar em menos tempo.

Para quem é indicado estudar formação de líderes

Qualquer um que tem a ambição de, um dia, ocupar um cargo de liderança – ou que já o ocupa – pode se beneficiar de um curso de formação de líderes.

É importante fazer essa distinção principalmente para quem está começando na carreira.

Há cargos que exigem mais conhecimento técnico e, no mesmo setor, posições nas quais o mais importante é ser um bom líder.

Isso não quer dizer que o líder não precisa entender absolutamente nada do serviço que seus subordinados desempenham.

O ideal é que ele tenha bom conhecimento técnico, sim. O que queremos dizer é que, a partir do momento que ele se tornou um gestor, sua carreira passou a caminhar em outra direção.

Não há problema nenhum em querer se manter como um profissional prioritariamente técnico.

Quem foca nisso pode se tornar referência na área e deve ter como meta alcançar o nível mais alto possível no que faz.

Mas ele precisa saber que, se quiser seguir uma carreira corporativa, baterá no teto em algum momento e só poderá ser promovido se aceitar um cargo de liderança.

E, para falar a verdade, mesmo para aqueles que procuram alternativas – como o trabalho autônomo e a consultoria – para continuar com seu perfil técnico, o curso de formação de líderes pode ser útil.

Pois qualquer um se torna um profissional melhor aprendendo a se comunicar com os demais e a estimular a criatividade.

O curso de formação de líderes pode ser pago pela empresa aos colaboradores com potencial ou por profissionais que decidiram se desenvolver por conta própria.

No caso da iniciativa da organização, é preferível pagar uma formação em uma instituição de ensino, com know-how na área, do que desenvolver o curso internamente, uma solução que não terá a mesma efetividade e poderá representar desperdício de tempo e recursos.

Conheça o curso de Formação de Líderes da AIEC

A Faculdade AIEC criou o curso de extensão de Formação de Líderes por estar ciente da importância de capacitar e desenvolver pessoas com perfil de liderança para que a organização alcance os melhores resultados.

O curso ajuda o aluno a compreender a influência da experiência pessoal no processo decisório, estimular a criatividade em situações complexas, desbloquear principais barreiras a esse processo e considerar o componente emocional no desenvolvimento do trabalho.

Online e com duração de até seis meses, é dividido em 18 aulas, com os seguintes conteúdos:

  1. Teorias motivacionais
  2. Mapa mental
  3. Trabalho emocional
  4. Metodologia de reuniões
  5. Decisões criativas     
  6. Barreiras à criatividade
  7. Fases da criatividade
  8. Geração de ideias criativas
  9. Decisões lógicas
  10. Introduzindo o raciocínio lógico
  11. Pacote de valor
  12. Avaliação dos serviços
  13. Componentes de valor
  14. Bloqueios culturais
  15. A experiência japonesa
  16. Critérios de avaliação
  17. Princípio de Pareto
  18. Análise de Ishikawa.

As aulas não envolvem apenas conteúdos expositivos, pois os alunos também devem realizar atividades e exercícios e são avaliados assim.

Quer saber mais e se inscrever? Acesse a página do curso.

Conclusão

Nenhuma empresa consegue alcançar o sucesso sem bons líderes.

Isso porque, cada vez mais, é preciso ser inteligente, eficiente, ter objetivos estratégicos claros e, ao mesmo tempo, ser flexível.

Afinal, com a globalização e a tecnologia, a concorrência está mais feroz que nunca e a dinâmica do mercado deixa tudo muito instável.

Nesse contexto, o líder dá as caras não como aquele que está ali para estabelecer ordens, cobrar e exigir os resultados esperados.

Mas sim para inspirar, motivar e, principalmente, incutir nos colaboradores a mentalidade, a cultura e o espírito que se espera nos tempos atuais.

Para ser capaz de gerar constantemente profissionais desse nível, é preciso investir na formação de líderes.

Experimente matriculando-se no curso da Faculdade AIEC.

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário abaixo ou entre em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *