Gestão de empresas: o que é, como fazer e benefícios

Em um mercado onde muitos negócios fecham antes mesmo de completar o seu primeiro ano, pensar sobre gestão de empresas é fundamental para quem sonha em empreender. 

Afinal, você certamente não quer investir dinheiro, empenho e tempo em um projeto para, depois, perceber que ele não era viável. 

A fim de evitar que isso aconteça e que a frustração bata à sua porta, a dica é mergulhar no universo da administração e absorver o que ele pode oferecer de melhor.

Ainda um pouco perdido sobre o assunto e precisa de uma ajuda para começar? 

Separe alguns minutos para a leitura deste artigo e veja o material que preparamos para ajudar você nessa missão. 

Preparado?

gestao_empresas

O que é gestão de empresas?

Como o próprio nome já sugere, a gestão de empresas aborda todas as etapas de administração e gerenciamento de um negócio. 

Trata-se de um processo complexo, que envolve estratégias e ações variadas. 

Falar na gestão de empresas significa pensar em planejamento, sustentabilidade, estrutura, finanças, equipes e desafios. 

É também pensar em como todos esses aspectos precisam conversar entre si para garantir os melhores resultados.

De maneira resumida, podemos dizer que, ao recorrermos a esse conceito, passamos a enxergar a empresa como um organismo vivo, que precisa estar em constante avaliação de suas competências.

Assim, é possível atingir a tão sonhada produtividade.

E isso, é claro, só acontece quando existe uma estratégia consistente por trás.  

Para que serve a gestão de empresas?

Sabe todos aqueles aspectos que podem dar errado no dia a dia e acabar gerando problemas para o seu negócio? 

A gestão de empresas existe justamente para evitar que isso aconteça. 

Ela serve para evitar as falhas e, caso elas aconteçam, mensurar os problemas, corrigir os erros e buscar novas soluções. 

Da mesma forma, também é fundamental para que os resultados possam ser medidos com precisão. 

Em um mercado competitivo e que se altera constantemente, manter um controle como esse significa ser capaz de se adaptar à maré, identificando ameaças e também oportunidades para crescer de maneira sustentável.  

5 benefícios da boa gestão nas empresas

Já deu para perceber que investir em uma gestão profissional e eficiente para a sua empresa pode render bons resultados. 

Mas você já parou para pensar quais são, na prática, os benefícios alcançados? Confira a lista que preparamos com alguns deles. 

1. Construir uma visão estratégica do negócio 

Você consegue visualizar hoje o que vai ser do seu negócio dentro de cinco ou dez anos?

Ter uma visão estratégica da empresa significa ser capaz de mapear a realidade dela hoje e projetar o futuro com base nas informações apuradas. 

Quando agimos estrategicamente, com base em uma planejamento, as chances de sucesso aumentam. 

Afinal, as decisões não são tomadas por impulso, mas sim definidas a partir de dados, projeções e experiências reais.  

Construir uma visão estratégica é também olhar para o mercado e as suas movimentações, incluindo a concorrência. É pensar em fluxos, organizar processos e definir metas.

Com tudo isso previsto e organizado, você consegue ser mais assertivo. 

2. Criar processos bem definidos 

Organizar a rotina produtiva e ter todos os processos mapeados, com definições de como agir em cada situação que foge da normalidade, talvez seja um dos benefícios que mais cria impacta em todo o negócio. 

O ambiente de trabalho se torna mais leve, a estrutura é melhor aproveitada, os riscos são conhecidos e as perspectivas de crescimento estão na ponta do lápis. 

3. Melhorar a percepção do cliente

Uma empresa organizada, que possui uma gestão eficiente, vai estar pronta para atender o seu público da melhor forma possível, com produtos ou serviços de qualidade, de forma rápida e sem confusões. 

Quem não se tornaria cliente fiel de uma marca com essas características? 

A percepção do público passa a ser de que o seu negócio é confiável e oferece as melhores soluções do mercado. 

4. Fazer uso consciente dos recursos

Com processos bem definidos e um planejamento estratégico para guiar as decisões, os recursos são aproveitados com o máximo de eficiência. 

Afinal, fazer gestão de empresas não se trata apenas de aumentar o volume de vendas e garantir um aumento no lucro, mas também de evitar gastos desnecessários e conseguir fazer mais com menos. 

Nada de sair por aí investindo rios de dinheiro sem antes pensar nas reais implicações e nas possibilidades de retorno.

Antes disso, melhor voltar uma casa e pensar sobre o gerenciamento da empresa. 

5. Promover a sustentabilidade da empresa

A exemplo do que acabamos de falar, não basta ter produtos que são um sucesso e vendem sem esforço se os recursos são consumidos sem controle. 

Pensar em uma empresa sustentável financeiramente significa projetar perspectivas e avaliar se todo aquele lucro é suficiente para dar conta das despesas. 

Do contrário, o futuro do seu negócio pode estar comprometido. 

Nesse sentido, pensar em sustentabilidade é analisar soluções e perspectivas para que as contas possam fechar. 

Outro ponto é avaliar as movimentações do mercado e perceber se a sua empresa tende a se manter relevante nos próximos anos. 

Como fazer a gestão de empresas: 6 técnicas

Bom, já vimos que benefícios não faltam para quem decide apostar em uma gestão planejada. 

O desafio, no entanto, é implementá-la.

A seguir, separamos algumas técnicas e boas práticas que representam um bom ponto de partida para pensar esse cenário de transformação. 

1. Conte com a expertise de especialistas

Começamos por um dos pontos mais cruciais da organização de qualquer empresa: tenha em sua equipe profissionais que realmente entendam do assunto. 

Mesmo entre as pequenas empresas familiares, a tendência é, cada vez mais, profissionalizar o negócio. 

Isso pode acontecer tanto a partir da contratação de profissionais formados em Administração ou mesmo com os membros da família buscando essa especialização. 

Afinal, empreender é algo sério, que exige dedicação e conhecimento. 

E como você vai fazer a gestão de uma empresa com qualidade se nem sequer conhece os seus princípios mais básicos? 

Mesmo aqueles que já se aventuraram pelo empreendedorismo em outro momento podem ver o negócio fracassar pela falta de cuidados a itens que seriam óbvios para um administrador. 

2. Conheça a realidade da sua empresa

Você sabe qual é o panorama atual da sua empresa? Não estamos falando apenas do que gostaria que ela fosse ou das perspectivas que queria que fossem alcançadas.

A questão aqui é fazer um diagnóstico completo, que inclua ferramentas como a matriz SWOT, por exemplo. 

Ela é responsável por ajudar você no processo de visualizar as forças e as fraquezas (que dizem respeito às questões internas da empresa) e as oportunidades e ameaças (que nos fazem olhar para o ambiente externo).

3. Estude o mercado 

E por falar em ambiente externo, você já olhou para ele recentemente? 

Um negócio competitivo, com uma gestão eficiente, está sempre de olho nas tendências de mercado e naquilo que a concorrência está fazendo. 

É também a partir dessa avaliação que você vai ser capaz de identificar cenários que podem representar risco para a sua empresa. 

gestao_empresas

4. Mantenha um bom ambiente de trabalho

Gestão de pessoas é um dos principais pilares da organização de qualquer negócio, mas nem sempre recebe a atenção devida. 

Você já parou para pensar, por exemplo, no quanto a motivação dos colaboradores pode influenciar os resultados alcançados pela empresa? 

Não adianta, quando a equipe não se sente confortável, ela é incapaz de render o seu melhor. E, como consequência, a produtividade também vai cair. 

Por isso, sempre pense em estratégias que possam melhorar a comunicação entre empresa e profissionais, permitindo que um bom relacionamento se estabeleça.

5. Estabeleça metas e crie indicadores

Você, certamente, quer que a sua empresa cresça, certo? Mas você sabe dizer qual é o patamar desejado? 

Não ter metas estabelecidas é um erro bastante comum, que dificulta a percepção sobre o andamento da empresa. 

Ter esses objetivos traçados com clareza também facilita a vida dos colaboradores, que sabem o que estão perseguindo com o trabalho que realizam diariamente. 

Aqui, no entanto, vale um adendo: de nada adianta definir metas se elas não forem acompanhadas a partir de indicadores. 

São eles que ajudam a medir a conquista dos objetivos e até mesmo apontar se é necessário fazer ajustes nessas perspectivas. 

6. Integre os sistemas

Ao iniciar uma empresa, você vai dar de cara com a necessidade de contratar um sistema de gestão. Possivelmente, até mais do que um. 

Tem aquele para controlar o estoque, outro que registra as vendas e um terceiro que contabiliza as finanças, por exemplo. 

Para evitar perda de tempo e até mesmo erros grotescos, é importante que todas essas plataformas estejam integradas e troquem dados entre si. 

Uma das formas de fazer isso é a partir dos chamados APIs (do inglês, Application Programming Interface), que são protocolos da internet que permitem que essa comunicação ocorra. 

Outra opção é optar pelo ERP (do inglês, Enterprise Resource Planning), um sistema integrado de gestão empresarial.

Esse aspecto é tão importante que vamos falar um pouco mais sobre ele a seguir. 

Como a tecnologia apoia a gestão de empresas?

A tecnologia oferece soluções cada vez mais personalizadas para dar suporte à administração de empresas. 

E com todos os detalhes que envolvem o gerenciamento de uma empresa, automatizar processos pode significar mais eficiência e economia de tempo. 

Sistemas para gestão de empresas

O ERP é um tipo de sistema de gestão integrada que consegue dar conta de todas as atividades diárias de uma empresa, do operacional ao administrativo, a partir de diversos módulos de trabalho. 

Trata-se de um tipo de tecnologia que garante controle total das informações. 

No Brasil, alguns dos mais conhecidos são: 

Já os APIs permitem o acesso a funcionalidades de um aplicativo a partir de outro software. 

De maneira prática, podemos dizer que eles fazem com que dois sistemas distintos “conversem” e compartilhem funções, dados e serviços.

Um exemplo bem comum ocorre quando você usa o seu login do Facebook para se registrar em outra página.

O mesmo vale para o uso das aplicações do Google Maps em páginas fora do domínio original. 

Aplicativos para gestão de empresas

Mas, além dos complexos softwares usados na rotina, os empreendedores, especialmente aqueles que contam com recursos mais limitados, podem recorrer a aplicativos para manter a gestão em dia.

As opções são inúmeras, englobando as mais diversas áreas. 

O ZeroPaper, por exemplo, permite realizar o controle financeiro, analisando o cenário e até mesmo propondo alternativas. 

Ele foi pensado para profissionais autônomos que possuem pequenas empresas. 

Já o Controle de Vendas auxilia o empreendedor a registrar quais produtos foram vendidos, criando até mesmo um cadastro de clientes, mostrando notificações de cobranças e emitindo relatórios.

Mais genérico, o Trello é um aplicativo versátil e prático para gerenciamento de projetos. 

Com ele, é possível estar sempre atento aos processos, atualizar o status das tarefas e incluir todas as informações importantes sobre cada atividade. 

Livros para gestão de empresas

O que não faltam são títulos para aprofundar seus conhecimentos sobre gestão e inspirar o seu caminho como empreendedor, não é mesmo? 

Separamos três deles como indicação. 

Se eu soubesse aos 20, de Tina Seeling

Na obra, uma professora compartilha as experiências que adquiriu enquanto ensinava empreendedorismo. 

Ela também fala dos principais aprendizados que agregou ao longo desses anos.  

Empresas Familiares – Seus conflitos clássicos e como lidar com eles, de Grant Gordon

Um livro essencial para quem possui o desejo de construir uma empresa familiar, mas quer evitar os ruídos que costumam surgir como resultado da união entre família e trabalho. 

Ele mostra os bastidores de algumas das maiores empresas familiares do mundo, como a Gucci e a Guinness. 

A quinta disciplina, de Peter Senge

Ao longo das páginas, o leitor entra em contato com lições que abordam o novo papel dos líderes, pensando em uma estrutura descentralizada. 

Os programas de aprendizagem propostos se baseiam em cinco disciplinas: modelos mentais, domínio pessoal, visão compartilhada, aprendizado em grupo e raciocínio sistêmico (que representa a quinta disciplina). 

Por que estudar administração e gestão de empresas?

Gestão de empresas é assunto sério.

Afinal, estamos falando dos seus investimentos em um projeto que vai exigir muito do seu tempo e dedicação. 

Por isso, nada faz mais sentido do que contar com profissionais qualificados na área.

Dessa forma, os resultados certamente vão aparecer no dia a dia. 

Seja você um empreendedor, alguém que pretende empreender ou um profissional que se identifica com a área de gestão, investir em uma graduação em Administração pode fazer toda a diferença. 

Na AIEC, o curso é oferecido no modelo de ensino a distância, que permite mais flexibilidade e adaptação aos seus próprios horários. 

Ficou interessado? 

Aproveite para acessar o site e saber mais detalhes sobre a graduação em Administração. 

Além disso, já pode ficar de olho nas opções de pós-graduação oferecidas na área de gestão. 

gestao_empresas

Conclusão

Como deu para perceber, realizar uma gestão eficiente é item fundamental no planejamento de qualquer empresa que queira garantir um futuro sustentável. 

Afinal, cada vez mais, a competitividade é maior. 

E, com a tecnologia, novos negócios surgem a todo o momento, transformando o mercado e a forma como as pessoas consomem e agem.

Você está pronto para lidar com essa realidade? 

Se a sua resposta para essa pergunta foi negativa, está na hora de mudar esse cenário.

O primeiro passo, que foi a leitura deste artigo, você já deu. Que tal agora investir em educação com a AIEC?

Acesse o site e confira as opções de cursos.

Gostou do artigo sobre gestão de empresas? Então, escreva a sua opinião nos comentários e compartilhe o conteúdo em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *