Supply chain: o que é, para que serve e áreas do SCM

O que você sabe sobre supply chain?

Esse é um conhecimento importante, especialmente se você atua na indústria ou em algum dos elos de sua cadeia de distribuição.

Mas se ainda não entende bem o assunto, não se preocupe.

Alguns termos estrangeiros, como é o caso de supply chain, podem causar certa estranheza.

Afinal, de bate-pronto, nem sempre sabemos a tradução e o significado dos conceitos.

No entanto, as expressões em outra idioma são frequentes, sobretudo no ambiente corporativo.

Isso acontece porque muitas denominações são universais. Ou seja, são usadas no mundo todo.

O supply chain, tema deste artigo, é um desses casos. 

Se você já ouviu falar sobre ele, mas não sabe do que se trata e nem qual é a sua importância, vale acompanhar este conteúdo.

Boa leitura!

supply chain

O que é supply chain?

Neste tópico, começaremos com a definição da expressão em inglês “supply chain”.

Na sequência, abordaremos outros pontos importantes, como o conceito de SCM e a moderna designação sobre supply chain 4.0.

Supply chain: significado

Em uma tradução literal, supply chain quer dizer cadeia de suprimentos. 

Na prática, é o percurso pelo qual o produto passa desde a manufatura em si (obtenção da matéria-prima e início da produção) até a entrega ao consumidor final.

Uma analogia interessante que pode ser feita aqui, para facilitar o entendimento, é o processo de uma viagem. 

Por exemplo: para fazer um passeio, é preciso se preparar e planejar com antecedência os passos a serem realizados, certo?

Ou seja, economizar o capital, montar o roteiro, comparar preços, comprar as passagens, reservar a hospedagem, estudar as atrações locais e assim por diante.

E isso inclui também as etapas que nem sempre têm relação com a sua decisão ou ação, como as escalas que o vôo realiza, por exemplo.

Deu para entender que existe todo um caminho a ser seguido até o desfecho?

Então, é exatamente isso que ocorre com o supply chain.

E, quando o assunto é a cadeia de suprimentos, quanto mais controle você tem das diferentes fases, maiores são as chances de sucesso.

O que é Supply Chain Management (SCM)?

Outro termo que tem relação com o tema principal deste artigo é o chamado Supply Chain Management (SCM) ou, em bom português, gerenciamento da cadeia de suprimentos.

O SCM é uma ferramenta voltada para o planejamento estratégico da cadeia de suprimentos. 

Ou, em outras palavras, busca a execução de todos os processos com o máximo de eficácia e eficiência.

Entre os principais objetivos do SCM estão:

  • Controle de qualidade dos produtos e serviços
  • Diminuição de custos
  • Entregas dentro dos prazos
  • Velocidade na execução dos fluxos de trabalho.

O que é supply chain 4.0?

Assim como toda e qualquer área, a de supply chain também foi impactada pelas novas tecnologias, o que propiciou um cenário bem diferente do anterior.

A essa nova fase damos o nome de supply chain 4.0. 

O termo é inspirado na indústria 4.0, que remete a uma espécie de quarta revolução industrial.

O advento da robótica, as ferramentas de automação, a internet das coisas (IoT), a inteligência artificial, entre outras inovações, fazem parte das transformações do setor.

No entanto, apesar de a tecnologia estar cada vez mais presente, um estudo da McKinsey & Company revelou que apenas 43% dos entrevistados consegue aproveitar em sua totalidade os benefícios da era digital no que diz respeito ao gerenciamento da sua cadeia de suprimentos.

Ou seja, embora as coisas tenham evoluído, ainda há potencial para crescimento.

Para que serve o supply chain?

De maneira bastante simples, a gestão da cadeia de suprimentos funciona como um grande coordenador dentro de uma empresa.

É responsável por administrar e aprimorar os fluxos de trabalho, materiais e informações entre os diferentes profissionais e setores envolvidos com o público final.

Para que o supply chain tenha êxito, é preciso que haja uma programação muito clara e, especialmente, cooperação mútua.

Em mais uma analogia, é como se o gestor da cadeia de suprimentos fosse o síndico de um prédio, que zela pelo respeito às regras condominiais e o bem-estar dos moradores.

E, além disso, está sempre disposto a encontrar soluções em prol da boa vizinhança.

No entanto, para que tudo corra bem, ele precisa da colaboração de todos. 

Supply chain e logística: qual a relação?

Quando o assunto é a cadeia de suprimentos de uma empresa, é comum algumas pessoas confundirem o tema com a área de logística.

A confusão até possui certa lógica, afinal, os dois elementos conversam entre si.

De uma lado, temos a logística que lida, especificamente, com o sistema de movimentação de cargas, enquanto a supply chain tem a ver com os agentes envolvidos nesse processo.

Por exemplo, enquanto a logística se preocupa com a gestão do estoque e modais de transporte, a cadeia de suprimentos trabalha com os fornecedores e transportadoras.

Ou seja, a primeira é uma atividade integrante da gestão da cadeia de suprimentos, e não um sinônimo.

O que supply chain faz?

Para não ficar dúvidas do que o supply chain faz, preparamos uma lista com algumas áreas que fazem parte dessa cadeia de suprimentos. 

Confira:

Áreas do supply chain

  • Planejamento
  • Fornecimento
  • Aprovisionamento
  • Compras
  • Gestão de estoque
  • Gestão de materiais
  • Gestão de infraestrutura
  • Produção
  • Marketing
  • Logística
  • Transporte.
supply chain

Que empresas devem aplicar o supply chain?

Não importa o porte da empresa, a gestão correta da cadeia de suprimentos deve ser uma prioridade para qualquer negócio.

Ainda que você tenha um e-commerce sem estoque físico, por exemplo, a supply chain deve ser observada com todo cuidado.

Afinal, o principal objetivo aqui é otimizar os processos, sem considerar a quantidade de etapas necessária.

Algumas vantagens são: cortar gastos desnecessários e garantir a satisfação dos consumidores. 

Qual empresa não quer isso? Seja ela pequena, média, grande ou uma startup.

Mas os pontos positivos do supply chain não param por aí. Veja mais a seguir!

Benefícios do supply chain na empresa

Quer conhecer outros benefícios do supply chain na empresa? 

Listamos dez para você ter a certeza da importância da gestão profissional da cadeia de suprimentos.

Grandes parcerias

Com a implementação do supply chain management, o seu negócio pode começar a firmar parcerias com fornecedores, transportadoras e outros terceirizados com maior facilidade.

Isso acontece porque você começa a ter um controle maior do que, realmente, precisa, quais os custos que pode arcar, os prazos que tem a cumprir e assim por diante.

A comunicação fica mais direta e produtiva. 

Além disso, pode haver trocas de favores e informações que levem à evolução do negócio.

Transparência

Não é apenas o público externo que se beneficia do SCM, os próprios colaboradores só têm a ganhar com a sua implementação.

Afinal, a segurança na execução dos processos é maior, uma vez que as informações estarão ao alcance de todos que fazem parte da cadeia.

Assim, quando qualquer alteração surgir, seja pelo motivo que for, os funcionários vão ser os primeiros a saber e, consequentemente, a agir. 

Operações mais integradas

Esse cenário só é possível porque todos os fluxos passam a ser interligados e contínuos.

Ou seja, as trocas acontecem de forma mais natural, sem quebras e atrasos. 

O fato de os processos serem mais integrados faz com que o trabalho em equipe se fortaleça também, pois os colaboradores vão precisar conhecer um pouco mais das funções do colega para compreender como as séries se sucedem. 

Assim, quando houver algum problema e o responsável não estiver disponível para resolver, outros profissionais estarão à disposição para fazer o que for necessário.

Diminuição dos riscos operacionais

A segurança vem em primeiro lugar. 

Esse é o lema e uma das principais prioridades no supply chain. 

Todos os fluxos respondem a um rigoroso sistema de normas e regras que visam a saúde e o bem-estar dos colaboradores.

Além do mais, quando os processos são detalhadamente mostrados, os riscos de acidentes operacionais também diminuem.

Estoque ideal

Um dos principais desperdícios de capital nas empresas é a má gestão do estoque. 

Tanto pelas compras em excesso, como pela baixa quantidade de itens para reposição. 

A primeira, além de ocupar espaço físico, pode estragar ou desvalorizar os produtos conforme a condição de armazenagem.

Já a segunda prejudica a relação com o consumidor, que sofre com a escassez dos produtos nas lojas.

A falta de itens no estoque pode ainda ser muito custosa. Isso porque, normalmente, os pedidos urgentes e fora do planejamento são mais caros. 

Mas, com uma gestão eficiente da sua cadeia de suprimento, esses tipos de problemas serão reduzidos. 

Pois, com base no histórico de consumo, se saberá a quantidade mais próxima do ideal para preparar o estoque adequado.

Equipe enxuta

A aplicação do supply chain 4.0 traz muitos benefícios para as empresas. 

As novas tecnologias, principalmente as relacionadas à automação de processos, eliminam a mão de obra ociosa. 

Assim, é possível manter apenas o capital humano necessário, fazendo com que as equipes se tornem mais enxutas e multifuncionais.

Consequentemente, há uma economia na folha salarial dos funcionários e uma conexão maior entre eles também, que vão precisar atuar ainda mais unidos.

Veja bem, ninguém está defendendo as demissões em massa, apenas enaltecendo os benefícios que as inovações podem trazer.

Mais rapidez

Com menos pessoas ociosas e em suas zonas de conforto trabalhando, outro índice que diminui é o erro humano.

Ninguém erra por gosto, mas a falta de atenção pode acarretar em atrasos na produção, retrabalho e desperdícios. 

Por isso, outra vantagem do supply chain 4.0 é a maior rapidez na entrega das mercadorias.

Redução de custos

Consequentemente, todas essas medidas anteriores resultam em uma evidente redução de custos. 

Coloque tudo na ponta do lápis: contratos melhor balanceados com os parceiros, estoques ideais, operações integradas, equipe mais enxuta, diminuição no nível de desperdício, cortes operacionais, entre outros. 

Imagine toda essa economia!

Maior qualidade

E o melhor de tudo: toda essa diminuição de despesas não afeta a qualidade final. 

Pelo contrário, os resultados são ainda melhores.

Como vimos, um dos principais objetivos do supply chain é com o valor do seu produto e serviço. 

A melhoria deve ser contínua, sempre pensando no consumidor final.

Hoje em dia, status, marca e nome contam menos do que antes. 

As pessoas estão interessadas em procedência: produtos qualificados e que resolvam os seus problemas. 

Satisfação dos clientes

E por falar nos clientes, eles são a última variável desse sistema. 

A última, mas a mais importante, pois toda a cadeia de suprimentos deve ser pensada na satisfação do consumidor final.

E, convenhamos, depois de todas esses fluxos acima descritos, é um processo natural que esse contentamento venha.

Ainda assim, é fundamental se assegurar de que as últimas áreas do supply chain cumpram com as suas funções para que não reste nenhuma dúvida.

Entregas devem ser realizadas dentro do prazo e com o produto em perfeito estado de conservação.

Supply chain e a gestão de negócios de sucesso

Sem dúvidas, saber fazer uma boa gestão da cadeia de suprimentos é determinante para o sucesso de uma empresa.

Afinal, você pode cortar custos desnecessários e usar seus recursos com mais responsabilidade e eficiência. 

Tudo isso sem abrir mão do mais importante: a satisfação do cliente.

Na teoria, isso é muito bonito. Mas, para atingir esse patamar na prática e se tornar um grande gestor, é necessário estudar muito e se capacitar profissionalmente.

Por isso, você deve investir em qualificação para desenvolver as suas habilidades de gestão. 

Nesse sentido, a AIEC é uma excelente alternativa.

Ela é a única faculdade de ensino a distância do Brasil com reconhecimento do Ministério da Educação (MEC) e certificação internacional de qualidade – o ISO 9001.

Conheça todos cursos, em especial o de Bacharelado em Administração, e se torne muito mais competitivo no mercado de trabalho para atingir a alta performance.

supply chain

Conclusão

Agora você já sabe o que é supply chain e a importância dessa área para os negócios, certo?

Então, está mais do que na hora de colocar a mão na massa e implementar a cadeia de suprimentos aí na sua empresa.

E lembre-se: além de seguir as dicas listadas neste artigo, é fundamental desenvolver as suas competências de gestão. 

Por isso, que tal buscar um curso para aprimorar as suas capacidades?

Navegue pelo site da AIEC e fique por dentro de todas as formações. 

Gostou do artigo? Caso tenha achado esse conteúdo relevante, compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais e escreva o seu comentário sobre o que acabou de ler no espaço logo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *